Delegação Mineira marca presença na cerimônia de abertura das Paralimpíadas Escolares 2018

Publicado em 21/11/2018

Imprimir  

Foto (crédito): Secretaria de Estado de Esportes de Minas Gerais/Divulgação.

Competição reúne mais de 1 mil atletas de 23 estados, mais o distrito federal

Emoção e expectativa marcaram os atletas mineiros que participarão das Paralimpíadas Escolares de 2018, que tiveram início na noite da última terça-feira (20), na cerimônia de abertura realizada na cidade de São Paulo. A competição, que está em sua 12 ª edição, teve a presença de inúmeras autoridades do paradesporto de todo o país – com destaque para o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado – é um dos maiores eventos para atletas em idade escolar do mundo. No encontro das bandeiras dos estados participantes, a estudante Isabel Maimone, atleta da equipe de natação, foi quem representou Minas Gerais.

Os jogos terão a participação de mais de 1000 estudantes, de 23 Estados – mais o Distrito Federal – que disputaram 11 modalidades esportivas. São elas: bocha, basquete em cadeira de rodas (formato 3×3), futebol de 5 (para cegos), futebol de 7 (para paralisados cerebrais), goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado. Todas as disputas acontecerão no Centro de Treinamento Paralímpico do Brasil, em São Paulo. O encerramento do torneio acontecerá na próxima sexta-feira (24).

Rosana Bastos, chefe da delegação mineira, falou da sua expectativa com relação aos jogos. “Minas sempre teve nos últimos anos uma participação de qualidade. Acredito que sairemos daqui com muitos dos nossos atletas convocados para o Camping, que acontecerá em janeiro”.

Rosana se refere ao Camping Escolar Paralímpico 2019, projeto que seleciona os competidores destacados das Paralimpíadas Escolares para um período de treinamento intensivo. A iniciativa insere os atletas, durante uma semana, na rotina dos paratletas de auto rendimento.

O estudante Fábio Luiz, é um dos nossos atletas que disputará a natação. Vindo da cidade de Extrema, cidade do extremo sul de Minas, ele falou das suas expectativas.  “Estou muito ansioso. Participei das Paralimpíadas Escolares de 2017 e foi incrível. Essa é uma competição diferenciada. Para esse ano minha expectativa é que seja ainda melhor”.

Questionado sobre os atletas com quem irá disputar, ele mostrou confiança. “A competição reúne bons atletas, será apertada. Na minha modalidade, São Paulo tem um atleta muito bom, Santa Catarina também. Mas eu vou para cima, me considero um dos favoritos”.

O belo-horizontino Gustavo Alandi, integrante da equipe de futebol de 5, também demonstrou confiança. “Até aqui veio dando tudo muito certo. Temos um time entrosado, que tem tudo para trazer medalhas para Minas Gerais”.

Marcelo Bruno, também da equipe de futebol de 5, acredita que poderá trazer medalhas. “Nossa expectativa é muito boa. De alguma forma, acho que os donos da casa têm a vantagem de contar com o apoio da torcida. Ainda assim temos tudo para ganhar”.

Eike Welsey, de Santa Luzia, registrou sua alegria. “Estou muito feliz estar aqui e com grandes expectativas.” Já Riverson Daniel, atleta de futebol, concluiu registrando o caráter inclusivo da competição em sua fala. “Vamos fazer um bom jogo, mas também é uma oportunidade legal de conhecer novas pessoas”.

Fonte: Secretaria de Estado de Esporte de Minas Gerais.

Comentários estão fechados

Inscrições

Faça sua inscrição, gerencie os dados de seu município, escolas e atletas.

Acesse o sistema aqui