Etapa microrregional chega ao fim com dias inesquecíveis para milhares de estudantes-atletas

Publicado em 04/06/2019

Imprimir  

O JEMG é a maior competição escolar do país. Etapa microrregional foi realizada em 50 sedes, com aproximadamente seis mil jogos. Classificados seguem para a fase regional. Crédito da foto: Tayná Sampaio

Exemplos de superação, amadurecimento, valorização e conquistas. Milhares de estudantes-atletas viveram dias inesquecíveis na etapa microrregional dos Jogos Escolares de Minas Gerais – JEMG/2019. A etapa, que teve início no dia 22/4 e terminou no último sábado (1º/6), contou com aproximadamente seis mil jogos entre duas mil escolas nas 50 sedes em todo o Estado.

As modalidades disputadas na microrregional foram basquetebol, futsal, handebol, voleibol e xadrez. Os campeões e os quatro primeiros colocados do xadrez avançam para a etapa regional, que será realizada entre 24 e 29 de junho nas cidades-sede de Pitangui (região Central), Três Marias (Norte), Baependi e Caxambu (Sul), Uberaba (Triângulo), Governador Valadares (Vale do Aço) e Além Paraíba (Zona da Mata). Já o município de Uberlândia, no Triângulo, vai receber a etapa estadual, que acontecerá de 29 de julho a 3 de agosto.

O JEMG é uma ação realizada pelo Governo do Estado de Minas Gerais e executada pela Federação de Esportes Estudantis (FEEMG). Em 2019, o JEMG bateu o recorde de inscritos, com 839 dos 853 municípios mineiros, o que representa mais de 98% das cidades do Estado.

A secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Elizabeth Jucá, salienta a importância da grande participação de estudantes-atletas nessa etapa microrregional, o que mostrou o comprometimento dos municípios com a prática esportiva. “Isso é muito gratificante para mim, pois além da valorização do esporte, a competição contribui para o crescimento dos alunos na construção de sua cidadania. Isto sem falar na descoberta de novos talentos esportivos que poderão representar nosso Estado e nosso país em competições internacionais”, diz.

Para a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica, Geniana Guimarães, os jogos têm se mostrado capazes de promover a inclusão desses estudantes. Além disso, cada vez mais a sociedade vem reconhecendo a importância da prática esportiva. “Para nós, o Jemg é uma iniciativa de extrema importância no sentido que aproxima, ainda mais, o estudante da escola e favorece o sentimento de pertencimento. Eles têm orgulho de representar a unidade de ensino na qual estudam. Encerramos agora uma fase de muito sucesso, que foi realizada com gratas surpresas”, enfatiza.

Momentos marcantes

Um dos grandes exemplos do JEMG/2019 é o estudante-atleta Hiago Pereira, de 12 anos. As suas pernas amputadas não foram obstáculo para as vitórias. Hiago é um dos destaques da equipe de handebol da Escola Estadual Dr. José Mesquita Netto, do município de Campo do Meio. O time levou medalha de ouro na microrregional da Superintendência Regional (SRE) de Varginha.

Sua história de vida emocionou muita gente e foi até tema de matéria do Globo Esporte, entre outros veículos de comunicação. “Eu gostei muito, agora quero o regional. Vou treinar bastante, o que puder, para eu poder ganhar esses jogos”, comentou Hiago.

Muitas histórias de superação, aprendizado e amadurecimento percorreram o Estado. Em Oliveira, na etapa da SRE Divinópolis, alunos do município de Luz demonstraram como o esporte atua na construção da cidadania. Mesmo sem ser campeões em quadra, participar do JEMG foi mais do que competir.

Durante cinco dias, os estudantes-atletas do Colégio Mais ficaram alojados na Escola Estadual Francisco Fernandes. E antes de voltarem para casa, limparam toda a sala de aula em que se acomodaram e deixaram uma mensagem de cordialidade e gratidão a toda a equipe que os recebeu muito bem.

O professor de Educação Física do Colégio Mais, Diego Paulino Pereira, destacou que simples gestos podem cativar e mostrar que o mundo pode sim ser melhor. “Por isso, buscamos sempre ser educados e cordiais por onde passamos e mais ainda quando somos tão bem recebidos. Deixamos a mensagem de agradecimento no quadro, assinada por todos da delegação”, contou.

A diretora da Escola Estadual Francisco Fernandes, Edna Gorete Rodrigues, comentou que foi a primeira vez que a instituição recebeu alunos do JEMG e foi uma experiência nova. “Ao final da semana, já estávamos acostumados com eles. Parecia que eram nossos alunos. Trocamos informações sobre as cidades e tivemos um entrosamento muito bacana. Quando vimos a mensagem, ficamos muito emocionados e felizes com esse reconhecimento”, revelou.

Quer saber quem vai para regional? Clique aqui e selecione a SRE desejada.

Comentários estão fechados

Inscrições

Faça sua inscrição, gerencie os dados de seu município, escolas e atletas.

Acesse o sistema aqui