Contagem Regressiva: Faltam poucos dias para começar as Paralimpíadas Escolares em São Paulo

Publicado em 14/11/2019

Imprimir  

O estudante-atleta Thiago Maia é um dos representantes da delegação mineira nas Paralimpíadas Escolares 2019. Crédito da foto: Tiago Ciccarini

Contagem regressiva para começar o maior evento do mundo para pessoas com deficiência em idade escolar. As Paralimpíadas Escolares 2019 vão movimentar a cidade de São Paulo, durante os dias 18 e 23 de novembro. A expectativa é de disputas acirradas entre os mais de 1.200 estudantes-atletas de todo o país inscritos na competição.

O evento, organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), estimula a participação esportiva entre os jovens com deficiência física, visual e intelectual. O cenário ideal para momentos de muito esporte e lindas histórias é o Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, palco dos Jogos Parapan-Americanos de Jovens 2017.

A delegação mineira segue rumo à capital paulista com 79 estudantes-atletas de 32 escolas, competindo nas modalidades de atletismo, bocha, futebol de 5, futebol de 7, goalball, judô, natação, parabadminton e tênis de mesa. Os classificados dos Jogos Escolares de Minas Gerais – JEMG/2019 serão os representantes mineiros na competição.

Talentos do paradesporto de Minas Gerais já passaram pelas Paralimpíadas Escolares, como o nadador Gabriel Araújo. Neste ano, ele foi um grandes nomes do Brasil no Parapan de Lima, no Peru, conquistando 5 medalhas (dois ouros, uma prata e dois bronzes).

Vivenciar o esporte

A bocha é uma das modalidades da competição nacional. Crédito da foto: Henrique Chendes

Com velocidade nas pistas de atletismo e várias medalhas no JEMG/2019, o estudante-atleta Sebastião Augusto Borges é um forte candidato mineiro nas Paralimpíadas Escolares. Com apenas 14 anos, ele está bem focado para ter um bom desempenho em São Paulo.

“Estou gostando muito. Treinando forte para chegar lá, dar o máximo e conseguir ganhar. Treinei muito para representar Minas Gerais e vou fazer o meu melhor. É bom demais conhecer lugares novos, viajar, fazer amigos, crescer praticando esporte. Espero conquistar a medalha”, destacou Sebastião, da APAE de Patrocínio.

Já no goalball, o técnico e professor Eraldo Sandi participa das Paralimpíadas Escolares há 9 anos. Campeão em 2015, o experiente treinador de Poços de Caldas está almejando as quatro primeiras colocações na competição nacional. Ele deu um depoimento importante sobre o objetivo dos garotos no paradesporto escolar.

“O principal não é o alto rendimento e sim fazer com que os meninos possam vivenciar a modalidade, ter o prazer de competir e representar o estado de Minas Gerais. Nosso intuito é fazer com que os alunos saiam da sua residência, do ambiente escolar e pratiquem esporte. Assim, tiramos o aluno do sedentarismo. O goalball busca a independência e autonomia do aluno de ir e vir como qualquer outro cidadão”, disse Eraldo.

Além da briga por medalhas, a coordenação técnica do CPB avaliará os atletas para selecionar os participantes do Camping Escolar Paralímpico 2019, projeto que promove semanas de treinamento intensivo e de alto rendimento para os contemplados.

Comentários estão fechados

Inscrições

Faça sua inscrição, gerencie os dados de seu município, escolas e atletas.

Acesse o sistema aqui