Histórias interligadas: e-JEMG movimenta o município de João Monlevade.

Publicado em 26/04/2021

Imprimir  

Estudante-atleta Lucas Nicolas vence mais uma e segue na competição. Foto: arquivo pessoal

Seja para quem já participou ou para quem continua lutando por uma medalha, o torneio FIFA 2020 tem gerado muitos benefícios e criado uma rede de boas práticas nesta ação promovida pelo Governo de Minas. Para Danielle Monteiro, coordenadora pedagógica do Colégio CESP de João Monlevade, a iniciativa do e-JEMG criou um vínculo com o professor de educação física e automaticamente com a escola.  Os jogos deram mais visibilidade à nossa instituição e, ao mesmo tempo, estímulo ao estudante-atleta, destacou a coordenadora. Tudo de uma maneira divertida e dentro da vivência e da realidade dos alunos, completou. Nesse contexto de interligação, o professor Charles Aguiar, do Colégio CESP, destaca a importância da competição no sentido de promover a interação entre os estudantes-atletas. A motivação deles em representar a escola, o município e a superintendência de Nova Era trouxe mais visibilidade para todos os envolvidos, ressaltou o professor. De uma forma geral, é uma maneira positiva de estarmos inseridos em competições da grandeza do JEMG, concluiu.

Na mesma conexão, estão os estudantes-atletas e toda família envolvida durante as competições. Casos como de César Prandini que participou do FIFA 2020. “Achei muito legal, tive oportunidade de competir com várias pessoas. Nunca participei de uma competição online desse nível e, por isso, saí satisfeito da competição”. Satisfeita também está a mãe Polliana Prandini. Meu filho ficou muito empolgado, foi uma experiência bem válida, destacou Polliana. Ele é um menino muito responsável e conseguiu conciliar os estudos com os jogos, finalizou.

Em busca do título, está o estudante-atleta Lucas Nicolas, também do Colégio CESP. Com a vitória de hoje, Lucas está cada vez mais perto do seu objetivo, chegar às finais e conquistar a medalha. Pelo momento que estamos vivendo, essa competição é uma das formas de mostrar nossos talentos, já que não podemos estar competindo nos presenciais, ressaltou. É uma competição muito interessante e muito bem organizada. Espero conquistar o título, concluiu o estudante de 13 anos, do município de João Monlevade. Na torcida, está a mãe de Lucas, Pamnera Dias.  Essa competição é um incentivo a mais para eles, principalmente nesse momento de isolamento. Uma atividade que eles curtem muito, destacou. Achei tudo muito organizado e vou apoiá-lo até o fim. Como toda disputa é muito importante para eles aprenderem a ganhar e perder, concluiu Pamnera.

Com quatro vitórias, Lucas continua na competição e será o representante do Colégio CESP no e-JEMG.  Além de Lucas, mais 4 estudantes-atletas do Colégio CESP participaram do torneio. Sendo assim, Lucas terá uma torcida ainda maior para incentivá-lo rumo ao caminho da vitória.

João Monlevade está no e-JEMG. Com esses estudantes, a cidade contribuiu para a disseminação de boas práticas no mundo virtual. Que bom que essas histórias fiquem gravadas em nossas memórias e que tragam sempre boas recordações e, quem sabe, um título para o município. Seria uma notícia de capa.

O e-JEMG tem por objetivo incentivar a prática desportiva eletrônica no meio estudantil, valorizando os benefícios educacionais e comportamentais inerentes ao esporte como inclusão, disciplina, integração e respeito mútuo. Uma iniciativa do Governo de Minas realizada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (SEDESE), por meio da Subsecretaria de Esportes, e pela Secretaria de Estado de Educação (SEE). A execução é de responsabilidade da Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais – FEEMG.

Siga-nos no Instagram: oficial.jemg

Comentários estão fechados

Inscrições

Faça sua inscrição, gerencie os dados de seu município, escolas e atletas.

Acesse o sistema aqui